Teste da linguinha

 

Uma nova lei federal obriga, desde o final de 2014, hospitais e maternidades das redes pública e particular brasileira a realizar o chamado teste da linguinha em recém-nascidos. No Einstein, o teste já era realizado. De acordo com a lei 13.002/2014 o objetivo do exame é identificar alterações no frênulo, membrana que liga a língua à parte inferior da boca (também conhecido como freio).

“O teste avalia anatomicamente o frênulo lingual dos bebês com o objetivo de verificar se ele é adequado ou curto demais. Existem frênulos que, por serem demasiadamente curtos, podem prejudicar o processo de amamentação ou de fala, embora estes casos sejam raros”, explica a fonoaudióloga do Einstein Danielle Rüegg.

A língua participa das funções de sucção, deglutição, mastigação e fala. O frênulo possibilita e favorece os movimentos linguais. “A anquiloglossia caracteriza-se pela presença do frênulo lingual muito curto, ocasionando limitações do movimento da língua. Existem variações anatômicas e ‘graus’ (do problema), considerando não apenas o comprimento do frênulo, mas também sua espessura e local de fixação.”

O médico pediatra é o responsável pela avaliação inicial anatômica do frênulo. Caso haja alguma variação anatômica significativa, uma avaliação fonoaudiológica é prescrita durante a internação do bebê. “Nesta avaliação serão verificados não apenas os aspectos anatômicos específicos, mas também os aspectos funcionais da amamentação, o que é fundamental para a decisão sobre a conduta mais apropriada. Muitas vezes, os sinais de alerta para algum problema de frênulo são dor no mamilo durante a amamentação, escoriações na mama e dificuldade de manter a pega em seio materno” , diz Danielle.

Tratamento

Vale ressaltar que nem todo paciente diagnosticado anatomicamente com o frênulo lingual curto precisará da frenectomia – procedimento cirúrgico simples e rápido. Nela, a secção (corte) do frênulo é realizada. A indicação ocorre apenas se houver uma repercussão negativa nas funções de sucção e de deglutição ou durante a mastigação e fala.​

[/av_one_half]

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + dezessete =